Quem Somos | Benefícios | Departamentos | Convenção Coletiva | Associe-se | Fale Conosco
 
 
» Notícias
 
 
 
Enel Goiás parcela contas atrasadas em até 8 vezes 

Em meio às dificuldades que a pandemia de coronavírus provoca, a Enel Distribuição Goiás flexibilizou o parcelamento das contas de energia elétrica em atraso. A partir desta semana, a empresa passa a permitir a isenção de juros para quem optar por realizar o pagamento em até oito vezes, sete parcelas mais a entrada, que é de 13% do valor total do débito.

A crise elevou a inadimplência, especialmente porque a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) suspendeu o corte no fornecimento de energia, o que fez a distribuidora oferecer melhores condições – assim como outras fizeram no País –, como a cobrança menor de entrada para o parcelamento. Anterior à pandemia, o porcentual era de 35% do valor que era devido pelo cliente.

As parcelas serão cobradas na própria fatura de energia dos meses seguintes e a entrada poderá ser paga por boleto, que é disponibilizado assim que concluída a solicitação do parcelamento. Para isso, a empresa orienta que o consumidor acesse o site ou o aplicativo (Enel Goiás) e procure pela seção Portal de Negociação.

Nessa área, há opção para simular a forma de pagamento que se encaixa melhor no orçamento familiar ou de empresas. Dá para ver, por exemplo, que uma dívida de R$ 200 reais vai exigir uma entrada de R$ 26.

O especialista de crédito da Enel Distribuição Goiás, Náiron Guimarães, explica que os goianos historicamente são bons pagadores e um dos motivos de facilitar negociação é para que os níveis de adimplência voltem às médias anteriores. “Somos sensíveis à questão financeira dos clientes que estão com problemas para fechar o orçamento.”

Esse parcelamento vale para todos os consumidores, não está restrito aos residenciais. “Quanto aos canais de atendimento, pela questão da Covid-19 optamos por manter o cliente em casa, para que ele não precise sair e se expor ao risco, por isso reforçamos o uso do portal e aplicativo.” Mas se o consumidor tiver dificuldades com os canais online, também é possível pedir o parcelamento por telefone, pelo 0800 620196.

Conforme a distribuidora, o ambiente digital é seguro e há termo de confissão de dívidas com as condições em que o parcelamento foi realizado. O que dá ao consumidor segurança e transparência sobre o que foi negociado no parcelamento dos débitos de energia.

Em alguns Estados, também já é possível parcelar a conta de energia pelo cartão de crédito, isso se a funcionalidade estiver disponível e habilitada para o consumidor, além de ter limite disponível para isso. Para os clientes da Enel Goiás, isso ainda não é uma opção. Mas Náiron Guimarães afirma que ela é considerada pela distribuidora, tanto que há projeto em fase piloto. “Em breve, teremos novidades para a população.”

Por outro lado, ele ressalta que as condições oferecidas pela Enel atualmente para dividir o pagamento das faturas em atraso, em até oito vezes sem juros no parcelamento – se o consumidor quiser menos parcelas também é possível–, são mais vantajosas do que o uso do cartão de crédito para isso.

Autoleitura

Outra mudança que a pandemia trouxe foi a autoleitura. Desde a segunda quinzena de abril, a Enel disponibiliza ferramenta para que o cliente forneça à empresa a leitura do medidor de energia. Com isso, a empresa afirma que conseguiu retirar gradativamente das ruas as equipes que fazem a leitura dos medidores para reduzir exposição dos trabalhadores. A autoleitura pode ser feita pelo site da distribuidora e no aplicativo Enel Goiás.

 

21/05/2020 - O Popular  
 

Pandemia aniquilou 7,8 milhões de postos de trabalho no Brasil
30/06/2020  - Folha
Dono das lojas Havan é condenado por comparar advogados a "porcos que se acostumaram a viver num chiqueiro
30/06/2020  - Uol
Bolsonaro: auxílio emergencial deve ter novas parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300
26/06/2020  - Veja
Pandemia afasta 479 mil do trabalho em Goiás
25/06/2020  - O Popular
Liminar anula decreto do Paço que autoriza abertura do comércio em Goiânia nesta segunda-feira
22/06/2020  - O Popular
Câmara aprova texto-base da MP 927 sobre relações trabalhistas na pandemia
18/06/2020  - Estadão
Senado dá aval para governo prorrogar redução de jornada e salário até o fim do ano
17/06/2020  - Estadão
WhatsApp lança sistema de compartilhamento de dinheiro no Brasil
15/06/2020  - Veja
Senado deve votar nesta quarta MP que permite redução de salário e jornada na crise
10/06/2020  - Estadão
Senado deve votar nesta quarta MP que permite redução de salário e jornada na crise
10/06/2020  - Estadão
 
 
 
 
SECSHEGO - Sind dos Empregados no Comércio de Santa Helena de Goiás
- -